Instituto Pinheiro
São Paulo
  • Rio de Janeiro
  • Fortaleza
  • São Paulo
  • Selecione:
  • Ar Livre
  • Cinema Alternativo
  • Cinema em Cartaz
  • Cursos/Oficinas
  • Dança
  • Dicas
  • Diversos
  • Esporte/Atividade Física
  • Exposição e Feiras
  • Festa
  • Festival
  • Gastronomia
  • Gratis
  • Humor
  • Infantil
  • Notícias
  • Palestras
  • Passeios
  • Preço Popular
  • Sarau/Literatura
  • Shows/Música
  • Teatro/Musical
  • Selecione:
  • Ar Livre
  • Baladas
  • Bibliotecas
  • Casas de Shows
  • Centro de Convenções
  • Centros Culturais
  • CEUs
  • Cinemas
  • Clubes
  • Educação Cultural
  • Escolas de Samba
  • Estádios
  • Galerias
  • Locais de Dança
  • Monumentos
  • Museus
  • Musica
  • Parque de Diversão
  • Parques
  • Passeios
  • Ponto de Leitura
  • Praças
  • Sarau
  • Teatro
  • Unidades do Sesc

10

nov 2018

a

17

fev 2019

Exposição de xilogravuras

Postado por Redação Instituto Pinheiro em 31/10/2018 - 14:58:36

Com mais de 20 trabalhos de oito artistas jovens, abre dia 10 de novembro no Sesc Santo Amaro a exposição Madeira Nova. A Mostra, que tem curadoria de Célia Barros, fica em cartaz no Espaço das Artes da unidade até 17 de fevereiro de 2019. A entrada é gratuita.

 

Fazem parte da exposição Madeira Nova os artistas Santidio Pereira, Luisa Almeida, Kamila Vasques, Igor Santos, Julia Bastos, Gabriel Balbino, Rafael Pinto e Fernando Melo. Em comum, possuem pesquisas direcionadas para a imagem em grande formato, buscando inovar nos materiais de impressão, com novas possibilidades de linguagem e valorização da investigação estética. A maioria das obras é inédita.

 

A reprodução por meio de matrizes de madeira visando a multiplicação de imagens começou a ganhar mais adeptos no Brasil no século XIX – antes não se têm notícias da prática em terras brasileiras, já que os portugueses não permitiam a existência de nenhum tipo de imprensa em sua colônia. Mas a partir do final do século, já é possível encontrar alguns trabalhos feitos por esta técnica, como a literatura de cordel. Mas existem outras tantas formas de consolidação da ‘xilo’. “Artistas hoje renomados tiveram, na xilogravura, sua principal fonte de investigação estética. Após uma efervescência da xilogravura em Lambe-lambe, que ocupou os espaços públicos da cidade de São Paulo nos anos 2000, os movimentos coletivos da gravura têm-se dedicado, mais recentemente, com euforia e ótimos resultados, às feiras gráficas, onde surgem novas parcerias em projetos editoriais, formando novos circuitos e mercados para a gravura contemporânea”, conta Célia.

 

A princípio, Célia chamou dois artistas – Santidio e Luisa – que já haviam participado de exposições em galerias – e pediu a eles que convidassem cada um outro jovem xilogravador, que chamaram outros dois e assim por diante. E assim surgiu Madeira Nova, que apresenta a evolução desta linguagem que nasce em ambientes mais populares, mas que hoje transita também nos meios acadêmicos.

 

Horário da unidade: Terça a sexta, das 10h às 21h30. Sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h30.

Data: 10/11/2018 até 17/02/2019
Horário: 10:00 às 21:30
Quando: Terça á domingo
Valor: Grátis
Site/E-mail: www.sescsp.org.br
Fonte: Assessoria de Imprensa Canal Aberto
Local: Sesc Santo Amaro
Endereço: Rua Amador Bueno, 505 - Santo Amaro
Telefone: (11) 5541-4000

Obs: As informações acima são de total responsabilidade da Fonte declarada. Não foram produzidas pelo Instituto Pinheiro, e estão publicadas apenas para o conhecimento do público. Não nos responsabilizamos pelo mau uso das informações aqui contidas.