Instituto Pinheiro
São Paulo
  • Rio de Janeiro
  • Fortaleza
  • São Paulo
  • Selecione:
  • Ar Livre
  • Cinema Alternativo
  • Cinema em Cartaz
  • Cursos/Oficinas
  • Dança
  • Dicas
  • Diversos
  • Esporte/Atividade Física
  • Exposição e Feiras
  • Festa
  • Festival
  • Gastronomia
  • Gratis
  • Humor
  • Infantil
  • Notícias
  • Palestras
  • Passeios
  • Preço Popular
  • Sarau/Literatura
  • Shows/Música
  • Teatro/Musical
  • Selecione:
  • Ar Livre
  • Baladas
  • Bibliotecas
  • Casas de Shows
  • Centro de Convenções
  • Centros Culturais
  • CEUs
  • Cinemas
  • Clubes
  • Educação Cultural
  • Escolas de Samba
  • Estádios
  • Galerias
  • Locais de Dança
  • Monumentos
  • Museus
  • Musica
  • Parque de Diversão
  • Parques
  • Passeios
  • Ponto de Leitura
  • Praças
  • Sarau
  • Teatro
  • Unidades do Sesc

26

nov 2018

a

22

fev 2019

Janelas Internas

Postado por Redação Instituto Pinheiro em 21/11/2018 - 11:34:50

Quem estiver caminhando pela Rua Dois De Dezembro, no Flamengo, terá uma surpresa. Pela primeira vez, quatro grandes janelas da tradicional instituição cultural serão transformadas em obra de arte. A convite do curador Alberto Saraiva, o artista carioca Antonio Tebyriçá criará novas paisagens para serem vistas de fora para dentro do espaço do Oi Futuro.

 

A intervenção “Janelas Internas” promoverá um diálogo com pedestres e espectadores. O jovem e promissor artista, de 27 anos, aplicará pinturas abstratas com vinil de plotter em quatro janelas, três de 2 por 4 metros de altura, e uma menor de 2 metros por 2 de altura. “É mais um projeto que uma exposição. O suporte (janelas), imagens contrastantes e elementos arquétipos que utilizo na minha pintura atual foram o que me guiaram”, explica Tebyriçá.

 

Formado em designer pela PUC-Rio, Antonio Tebyriça decidiu viver profissionalmente de arte há cinco anos. Meus pais são artistas plásticos e cresci indo a exposições e museus. Demorei para perceber que era artista, mas talvez tenha sido um caminho óbvio”, analisa.

 

Fã de pintores impressionistas alemães e de brasileiros, como Rafael Alonso, Gabriel Secchin e Antônio Dias, o artista imprime uma linguagem de rua à sua obra, fruto de suas andanças de skate pelas pistas da Zona Sul carioca. Em sua narrativa, pedaços de madeira, objetos deixados em entulhos e outros suportes ganham novas roupagens e significados. Para ele, que se locomove sempre de skate, deslizar por entre as ruas, interagindo com os obstáculos do caminho, é a melhor metáfora para seu processo de arte.

 

Colecionador de selos, peças usadas de xadrez, cartas antigas e zines, Antonio aplicará nos vitrais da Oi Futuro uma base de cores saturadas onde os arquétipos, sejam dois  sois, uma mula sem cabeça ou um hieróglifo a decifrar, surgirão de maneira inesperada. “Será um diálogo interessante, pois as janelas, através das quais se vê a paisagem de dentro para fora, terão sua função invertida, onde o espectador verá a paisagem de fora para dentro. Gosto destes contrastes contextuais abruptos, pois as grandes coisas em nossas vidas são imprevisíveis e no atual momento (político) que estamos, só nos resta contar com o inesperado”, observa.

 

Formado em diversos cursos de artes visuais no Parque Lage, o artista já realizou individuais e coletivas em lugares como: Galeria Pequena da Candido Mendes (“Antonio Tebyriçá: Ocupação”, 2017); Espaço Cultural Olho da Rua (edital “Entre Obras”, 2016); EAV Parque Lage (performance “Desculpa o Transtorno”, com Paula Blower); Euroart (“Coletivo Paralelo”, 2017).

 

“Acompanho e sou fã da atual cena de arte contemporânea brasileira. Acho muito importante o modo como os artistas vêm criando discursos para questões que merecem respeito e debate, como feminismo, homofobia, racismo etc”, opina.

Data: 26/11/2018 até 22/02/2019
Horário: 00:00 às 23:59
Quando: Segunda a Sábado
Valor: Grátis
Site/E-mail: www.oifuturo.org.br
Fonte: Assessoria de Imprensa Frase Comunicação
Local: Oi Futuro (Flamengo)
Endereço: Rua Dois de Dezembro, 63 - Flamengo
Telefone: (21) 3131-3060

Obs: As informações acima são de total responsabilidade da Fonte declarada. Não foram produzidas pelo Instituto Pinheiro, e estão publicadas apenas para o conhecimento do público. Não nos responsabilizamos pelo mau uso das informações aqui contidas.