Não, não estamos falando do torneio de futebol. Embora seu nome seja justamente esse e seja para homenagear os reais Libertadores da América. Hoje vamos conhecer um pouco mais sobre essa história.

 

Os Libertadores da América

Eles foram líderes liberais que tomaram a frente pela libertação dos países latino-americanos do controle europeu. Eram líderes do Movimentos de libertação das Américas. Nos séculos XVIII e XIX o Brasil e as colônias hispânicas ainda estavam sob comando dos  europeus. Os líderes eram de origem espanhola e portuguesa, influenciados pelo Liberalismo, eles buscavam conquistar maior autonomia dos territórios latino-americanos. A maioria dos libertadores eram burgueses descendentes dos próprios europeus que combatiam.

Eles queriam dar maior poder às colônias, mas também queriam poder exercer seu poder sobre elas. Nesse caso, temos como exemplo Dom Pedro, que conquistou a independência do Brasil. Porém manteve o país sobre amarras portuguesas, manteve a escravidão, não expulsou os portugueses da Bahia e manteve o regime ditatorial.

 

Grandes nomes de Libertadores da América

Simón Bolívar e José de San Martin tinham a maior influencia e destaque dentro dos Libertadores. Eles uniram forças contra o Império Espanhol, que controlava as colônias. Conseguiram expulsar os espanhóis do território e incentivaram o movimento Libertador pelo continente.

Os Libertadores usaram o conceito de “liberdade acima de tudo” para basear seu movimento.

E a Copa Libertadores da América?

Ela é a mais importante competição de clubes de futebol da América do Sul. Sua história começou em 1958, inicialmente se chamava Copa dos Campeões da América. Seu objetivo seria reunir todos os times campeões nacionais da América do Sul para disputar o título de melhor time do continente. Somente em 1965 teve seu nome alterado para Copa Libertadores da América, justamente com o objetivo de homenagear os libertadores da América do Sul.

 

 

fonte:  TriCurioso.


Obs: As informações acima são de total responsabilidade da Fonte declarada. Não foram produzidas pelo Instituto Pinheiro, e estão publicadas apenas para o conhecimento do público. Não nos responsabilizamos pelo mau uso das informações aqui contidas.